Somos todos prisioneiros das nossas convicções. A minha tentativa constante é que essa  prisão me dê fuga para trilhas infinitas.

E, por esses caminhos em que me aventuro, sempre acabo carregando a palavra escrita naqueles momentos de construção de pontes para textos poéticos, jornalismo cultural, traduções, assessorias de imprensa... 

Nunca precisou de chão firme. 

Arquivo. Um dia volto a escrever nele ou transformo num livro.

Arte na Roda
Site Conexão Planeta

Ativo

ESCRITOS NA REDE

Fingers Floor

Arquivo. Projeto de transformá-lo em algo com jeitão de blog de viagens e comidinhas.

Caixa, caixote, caixão

Pelo menos não tem tampa

MINHAS APTIDÕES

Traduzir é mais do que entender de palavras, pode ser buscar a alma, um que inconsciente do produtor do conteúdo. É trazê-lo para o mesmo lado da linha. Cresci em meio a outras culturas e línguas. Estudei inglês e alemão pelos países onde passei ou morei. Fiz, durante quase quatros anos, disciplinas da faculdade letras Português-Alemão na UFPR e tenho verdadeira paixão por traduzir realidades e surrealidades da vida, da arte...

Produzir textos, seja de conteúdo jornalístico ou de natureza mais poética é abrir caminho. Cada pedra que aparece acaba fazendo parte da trilha que ajuda a chegar a lugares surpreendentes. Na minha estrada como jornalista fiz reportagens para grandes veículos da imprensa escrita e  emissoras de TV. Além de repórter, fui produtora, editora e editora-chefe. 

Karen Monteiro - jonalista produtora de conteúdo e tradutora do alemão e inglês
  • Facebook Clean Grey
  • LinkedIn Clean Grey
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now